APRESENTAÇÃO DA COLIGAÇÃO “SEIXAL ÀS DIREITAS”

A COLIGAÇÃO “SEIXAL ÀS DIREITAS QUER GANHAR A CÂMARA MUNICIPAL E ERRADICAR DO CONCELHO AS IDEOLOGIAS PARTIDÁRIAS QUE ESTAGNARAM O SEIXAL DURANTE DÉCADAS

Lisboa, 23 de Junho de 2021 – A Coligação ‘Seixal às Direitas’ apresentou ontem à tarde os cabeças-de-lista às autárquicas, que será liderada por Felipe Damasceno, do PDR, para a Câmara Municipal do Seixal, e por Marlene Pires Abrantes, presidente do CDS-PP Seixal, para a Assembleia Municipal.

Nesta apresentação estiveram presentes os presidentes do CDS-PP, Francisco Rodrigues, do PDR, Bruno Fialho e o Vice-presidente do Aliança, Florival Pinto.

“É com orgulho que hoje anuncio oficialmente: Sou candidato à presidência da Câmara Municipal do Seixal. E devo isto a coragem e a confiança desta coligação – feita de gente do Seixal e para o Seixal -, e formada pela união, não de um partido, mas de quatro! Quatro partidos – O CDS, o PDR, o Aliança e o MPT, com a missão de construir um Seixal às Direitas.

Queremos fazer quatro décadas em quatro anos, porque não podemos continuar a ver serem vendidos sonhos de quatro em quatro anos, com promessa que nunca chegam a ser cumpridas.

Nestas autárquicas temos de dizer a CDU que os donos do Seixal são os Seixalenses. Que a CDU não é dona do Seixal! E não será nunca! Não será nunca! Temos de deixar claro quem somos e ao que vimos, e todos aqueles que amam a liberdade e que querem ver este concelho crescer em qualidade de vida, mais rico, mais seguro, mais honesto, votará nesta coligação! Votará nestes Seixalenses!”, assumiu Felipe Damasceno, candidato à Câmara Municipal do Seixal.

“É destinar verbas a associações sem se saber qual o critério! É o desprezo pelas moções e recomendações que são aprovadas em sede de Assembleia Municipal e não são postas em prática! É a inércia de tratar das licenças, sobretudo na construção, levando ao desespero dos empresários que têm ali o seu ganha-pão! É a recusa em ter os partidos da oposição a escrever para o Boletim Municipal, apesar da recomendação da ERC!

É ter o Tribunal de Contas à perna devido ao contrato de arrendamento de dois edifícios, pagando balúrdios em rendas! E quando se gabam de ter poupado muito dinheiro com as aquisições… é preciso ter descaramento! Até parece que não foram os mesmos, do mesmo partido a celebrar o negócio desses mesmos arrendamentos! Tem sido esbanjar, esbanjar, esbanjar!

Essas verbas fazem falta à população e é para ela que a coligação as irá aplicar. ‘Seixal às Direitas’ é um projecto comum e agregado de quatro forças políticas com pessoas empenhadas que querem o melhor para o concelho, para transformar o Seixal no concelho que merece ser. Falam de Abril, mas não respeitam a liberdade”, denuncia Marlene Pires Abrantes, presidente do CDS-PP Seixal e candidata à Assembleia Municipal.

“No Seixal é muito difícil ser oposição contra a maioria CDU, e o CDS-PP viu durante estes anos todos os seus projectos e propostas chumbados pelo PCP na Assembleia Municipal, como até o é também para alguns órgãos de comunicação social regionais.

Daí a importância desta união à direita, que no Seixal será encabeçada por Felipe Damasceno e Marlene Abrantes e que será responsável por colocar fim a esta maioria desastrosa.”  – afirma João Rebelo, o actual eleito pelo CDS-PP na Assembleia Municipal.

“Compreendo a vossa dificuldade em fazer política num concelho de esquerda. E só por isso vale a pena esta Coligação. Há muito por fazer neste concelho e o vosso trabalho será o de servir as pessoas e não, como faz a esquerda, servir-se e aos seus amigos, uma esquerda que tanto mal tem feito às populações, com retóricas em vez de actos”, disse Florival Pinto, vice-presidente do Aliança.

Esta coligação vai tentar acordar os milhares de Seixalenses que não votam ou deixaram de votar porque deixaram de acreditar ser possível alguém, ou que algum partido consiga trazer para este concelho empresas nacionais ou estrangeiras, para que ninguém seja obrigado a procurar emprego noutro lugar, ou que se consiga endireitar tudo aquilo que tem sido corrompido por uma política partidária e ideológica gasta que defende que os pobres devem ser a única classe social a existir, excepto se os ricos forem elementos do “comité central”, acusa Bruno Fialho, presidente do PDR.

“O CDS está vivo e não está sozinho! Marlene Abrantes já deu mostras do seu rigor e seriedade, e o Seixal só fica a ganhar por ter uma mulher à frente da Assembleia Municipal. O Filipe é um jovem que representa o que o país necessita, o futuro e as novas gerações, que querem realizar os seus sonhos sem terem de ser obrigados a sair das suas terras”, declarou Francisco Rodrigues, Presidente do CDS-PP

Os candidatos e elementos da Coligação, acompanhados pelo presidente do CDS-PP, após a apresentação oficial da coligação “Seixal às Direitas”, foram, de forma simbólica, depositar um ramo de cravos brancos com a faixa «25 de Novembro Sempre!» junto à chaimite colocada na rotunda da Quinta de Santa Rita, na estação ferroviária do Fogueteiro.