BRUNO FIALHO MARCA PRESENÇA NA MANIFESTAÇÃO DA APSTE

“A Sra. Ministra da Cultura tem mostrado uma inqualificável insensibilidade para resolver os problemas destas pessoas. Há meses que lhe foi solicitada uma audiência pelos representantes deste setor, mas a Ministra está mais preocupada em tomar drinks com a comunicação social do que encontrar soluções e ainda nem sequer se dignou a responder a esta solicitação”

Bruno Fialho aceitou o convite endereçado pela Associação Portuguesa de Serviços Técnicos para Eventos (APSTE) no sentido de estar presente na manifestação agendada para hoje, às 20h00, em Lisboa. O líder do Partido Democrático Republicano (PDR), e também candidato à Presidência da República nas próximas eleições, desloca-se até ao Terreiro de Paço com o intuito de demonstrar o seu total apoio, bem como do partido que representa, à causa destas empresas / setor.

A iniciativa, que passará pela reprodução em videomapping nas fachadas do Terreiro do Paço de imagens simbólicas de protesto, visa chamar a atenção do Governo para a falta de medidas específicas e adequadas a um setor que tem a sua sobrevivência em risco.

.“Sei que neste sector existem trabalhadores a passar por enormes dificuldades, ao ponto da sua própria subsistência e das respectivas famílias estarem em perigo. Esta é uma das questões que me faz estar presente hoje na manifestação do Terreiro do Paço e mostrar a minha solidariedade com quem quer trabalhar, mas está impedido de o fazer”, justifica Bruno Fialho.

“O problema mais grave é que o Governo nada tem feito por este sector, assim como por outros, mostrando uma inquestionável incompetência por não conseguir apresentar quaisquer medidas para mitigar os efeitos da crise que a pandemia tem causado. Lamentavelmente, hoje em dia os nossos governantes não conhecem o Ministério do qual são responsáveis, nem sequer as necessidades dos cidadãos, pois são escolhidos pelas suas ligações partidárias e não pelas suas competências”, Conclui o Presidente do PDR.